Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Qui | 15.03.18

Talvez a desarrumação não seja mais do que o local certo das coisas

gatodeloiça

Ou a ordem natural dos objetos na relação connosco.

A casa é para ser usada e os objetos também.

Há tempos li uma coisa interessante, sobre a arrumação da casa.

Pelo que li, às vezes há pessoas que têm a obsessão de deixar tudo limpo e arrumado, não suportando ver a desarrumação, nada fora do seu lugar, o que significa que têm uma obsessão em controlar a sua desarrumação interna que não conseguem "arrumar" ou controlar, mas que controlam arrumando a sua casa .

São perspetivas e podem ter algum fundo de razão no meio disto.

Confesso que não gosto de arrumar, mas gosto de vê-la limpa; também considero que termos brio no que nos rodeia, objetos inclusive, também reflete a nossa forma de estar e ser.

Tinha uma professora que dizia que adorava sentar-se no sofá e olhar para a casa limpa e arrumada.

Afinal a nossa casa é um cantinho do nosso eu.

3 comentários

Comentar post