Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

A felicidade e a alegria

Março 25, 2018

gatodeloiça

 

Este excerto da obra " Aonde te leva o coração"

 

"A felicidade tem sempre um objeto, é -se feliz por alguma coisa, é um sentimento cuja existência depende do exterior. A alegria, pelo contrário, não tem objeto. Possui-nos sem qualquer razão aparente, no seu ser assemelha-se ao sol, arde graças à combustão do seu próprio  coração."

Conhecermos a diferença entre estes dois termos é muito importante; ou seja conhecermos o que nos dá alegria, o que nos dá felicidade.

Há coisas ou pessoas que nos podem dar felicidade num determinado momento e não darem noutro, não significando que retirem a nossa alegria de viver. Se retirarem era porque éramos apenas um reflexo delas, ou que não cuidámos da nossa alegria quando devíamos.

Por isso, acredito que devemos cuidar da nossa alegria interior, independentemente do que nos ocorre no exterior, bom ou mau.

A Felicidade segundo Agostinho da Silva

Fevereiro 23, 2018

gatodeloiça

Agostinho da Silva tinha uma perspetiva interessante acerca da felicidade, deixo aqui alguns trechos:

 

" (...) não se trata de uma realização, mas de uma perpétua virtualidade, não de uma chegada, mas de uma carreira eterna.(...)

" (...) as almas vulgares têm a felicidade como uma tela pintada e só o representado difere para cada uma, a alma enérgica considera-a uma tela em branco que fosse consciente a sua possibilidade de mil paisagens."

"(...) no sentir-se viver essa vida de ideal, de pureza, de renúncia, no contemplar cada vez mais alto e brilhante o fogo que nos animou nos anos de aprendizagem, que reside precisamente a felicidade (...)"

" Não creio que se possa definir o homem como um animal cuja característica ou fim último seja o de viver feliz, embora considero que nele seja essencial o viver alegre." 

Dizia ainda que:

"  O que é próprio do homem na sua forma mais alta é superar o conceito de felicidade, tornar-se como que indiferente a ser ou não ser feliz....(...)

" Creio que a mais perfeita combinação seria a que o homem (..) visto até por si como infeliz, conseguisse fazer da sua infelicidade um motivo daquela alegria que não se quebra, daquela alegria serena  que o leva a interessar-se por tudo quanto existe, a amar todos os homens apesar do que possa combater, e é mais difícil amar no combate do que na paz.(...)

" (...)cuja grandeza verdadeira só se pode sentir no desastre ; é quando a catástrofe chega que a fatalidade se mede em tudo o que tem de divino.(...)

(...) Felicidade ou paz nós a construímos ou destruímos; aqui o nosso livre arbítrio supera a fatalidade do mundo físico e do mundo do proceder e toda a experiência que vamos fazendo, negativa mesmo para todos, a podermos transformar em positiva."

 

Responsabilidade por nós mesmos

Janeiro 03, 2018

gatodeloiça

Não podemos controlar o que nos acontece, e a nossa tendência é sempre culparmos A e B do sucedido, ou armamo-nos em vítimas.

Mas há sempre algo que está ao nosso alcance que podemos fazer.

Primeiro podemos sempre deixar de reagir às circunstâncias exteriores, pois não representam o nosso eu e não somos o que nos acontece.

Gastamos sempre muita energia a queixarmo-nos das coisas ou das pessoas, pois nunca ou raras vezes ocorrem como desejamos.

Uma técnica que li, que supostamente resulta é: e se em vez de nos queixarmos, dispendendo essa energia no queixume, não a gastamos na solução?

Qua passos poderíamos dar para aumentar o nosso nível de satisfação?

O foco na solução mantém-nos concentrados naquilo que corre bem, começando por darmos mais atenção às alturas em que nos sentimos um bocadinho mais satisfeitos e manter ou intensificar seja o que for que tenha contribuído.

Somos responsáveis pela nossa felicidade ou seja existem formas que podemos aumentá-la ou intensificá-la.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Li

Dezembro 31, 2017

gatodeloiça

Li numa história real de uma senhora que padecia de muitas dores físicas, limitando-lhes os movimentos.

Mal conseguia andar. Sentia compaixão pela sua própria condição, achando que nada podia ser nem para ela podia construir felicidade. O seu estado físico de saúde limitava-lhe as perspetivas futuras, comprometendo-o.

O seu futuro e presente vislumbrava-se escuro, sem perspetivas, ditadas pelas condições do presente.

Começou a interessar-se por livros de auto-ajuda, que de certa forma a ajudaram, mas a sua auto-estima ainda era muito baixa.

Certo dia, conheceu um escritor budista e revelou-lhe a sua trágica história.

Esperava receber umas palavras de compaixão e simpatia, quando ao invés das palavras esperadas recebeu outras: " Deixe de ter pena de si mesma e comece a dedicar-se à felicidade dos outros."

Embora as palavras do escritor lhe tivessem causado confusão inicialmente, começou a desejar o bem estar aos outros.Começou pela família e depois a estranhos e mais tarde a pessoas que nem gostava.

Intimamente desejava-lhes apenas o seu bem estar e felicidade.

A sua vida mudara, e não apenas em desejos, passando também para ações concretas: desde voluntariar-se em nome de uma causa, a encher o depósito de gasolina de uma pessoa que não tinha dinheiro.

 

Assim, estranhamente ao que estamos habituados, deixou de se preocupar se os outros a faziam feliz e passou a ter em conta o que faria felizes aos outros, e a compreender melhor a sua essência.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D