Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Notícia : "Casamentos subiram em 2017"

Fevereiro 14, 2018

gatodeloiça

Saíu uma notícia recentemente que dava conta que os casamentos subiram depois da crise. Penso que antes ou depois da crise, casar é sempre um aspeto salutar! Significa que as pessoas querem comemorar o amor a longo prazo e assumir um compromisso com a sua cara metade.

Penso que sendo a primeira vez, ou segunda é sempre bom comemorar o amor,ou descobrir o amor verdadeiro.

Penso que o amor verdadeiro só surge depois do namoro, ou seja no dia a dia, e não antes. 

O namoro é sempre uma espécie de estágio, mas com apenas as coisas boas, sem as outras que se vive no dia a dia, ou seja na rotina do dia a dia, no casamento.

Se correr bem ou não é sempre outra história, o que não invalida as pessoas apaixonarem-se e viverem uma relação.

Para o bem ou para mal, acrescenta-nos sempre, principalmente se tivermos filhos, e não há nada melhor do que constituir família.

Um amor para sempre

Janeiro 18, 2018

gatodeloiça

Acho interessante o mundo de cada um, o percurso que tomamos, as escolhas que fazemos.

Cada vez conheço mais pessoas que a vida trocou-lhes as voltas, ou seja, não seguiram o script ou o guião suposto, tal como estamos todos habituados a seguir o script da vida, que é: ir à faculdade, casar, ter filhos e ter um trabalho fixo.

Vejo que cada vez mais, menos pessoas que fogem do script: ou seja não casaram, não têm filhos nem trabalho fixo.

Não sei como seria a minha vida sem a parte dos filhos, mas confesso que sem essa parte, seria definitivamente mais pobre, pois acho que foi o melhor investimento pessoal que fiz na minha vida.

Pensamos sempre  que as coisas importantes da vida, como casar, ter filhos, cuidar deles e ter um emprego fixo, não têm prazo de validade.

O certo é que têm, ou podem ter, um amor que julgávamos certo, pode não ser para sempre, cuidar dos filhos também não, um dia eventualmente, e é para isso que os criamos, serão seres autónomos e independentes, e há até quem mude de ramo profissional, resdescobrindo-se e apostando noutra área.

Fico sempre a pensar, como poderia ter sido a minha vida, se tivesse optado por outras soluções, por outros caminhos, mas de todas as escolhas, a única que me arrependeria mesmo era se não tivesse tido os meus filhos.

 

O que é certo, é que não temos todos de começar pelo mesmo ponto que todos começam, nem fazer as mesmas coisas, tal como a sociedade nos habituou, podemos trocar-lhes as voltas, afinal é da vida de cada um que se trata.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub