Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Qui | 29.03.18

Preconceito ( a diferença está no olhar)

gatodeloiça

Há dias vi uma notícia acerca de mulher gorda que resolveu publicar fotos dela própria, em que apareciam registadas nas mesmas, as expressões das pessoas à sua volta. Notava que havia preconceito em relação às pessoas gordas, e que de certa forma, todos paravam com ar de desagrado ou espanto ao olhar para ela.

E de certa forma somos assim, tudo o que é " diferente" causa-nos diferentes sensações.

Mas o diferente, e aí fica a pergunta, é necessariamente mau?

Não é, sabemos bem isso.

Se olharmos bem para nós somos todos diferentes, com defeitos e qualidades à mistura, cores, formas e feitios. Não há ninguém igual a ninguém, daí sermos únicos com as nossas características que ao olhar dos outros nos tornam mais ou menos especiais. Mas independentemente do olhar dos outros, positivo ou negativo, virando até preconceito, somos irrepetíveis, com ADN único e só por isso nos torna diferentes. Na riqueza é que consta a diferença e não na uniformização.

Se olharmos com atenção seria muito monótono se a natureza nos oferecesse apenas um único cenário de paisagem, ou seja se resumisse apenas a uma única espécie de flores ou de árvores ou formas de relevo; sendo muito mais interessante o conjunto de variadas paisagens que a Natureza nos oferece e que podemos ir descobrindo através do nosso olhar. E nós somos mais ou menos assim.

Ainda não viram os anúncios da Benetton?

Resumindo:

"O problema não está em sermos diferentes. Está em que, quando falamos de diferença, de diferentes, estamos involuntariamente a introduzir um outro conceito, o conceito de superior e de inferior. É aí que as coisas se complicam."

José Saramago

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.