Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Ter | 03.04.18

O impacto no futuro

gatodeloiça

Ontem foi um dia com deveras impacto.

Ainda fico a pensar naquilo que vi e senti. Vivi, portanto.

Nem sei bem como descrever, ou pôr por palavras, tal foi o impacto. Mas talvez estas situações sejam boas ocorrerem de tempos a tempos, para nos porem a pensar.

Ainda vivia na casa dos meus pais, quando conheci a Liliana, vamos dar o nome assim, na casa dos seus 50 anos, eu com 25 talvez. Portuguesa, emigrada da Inglaterra, resolvera vir para Portugal. Ainda trabalhou cá em casa de pessoas, que lhe davam casa, comida e ordenado.

Mais tarde "juntou-se" com uma pessoa quando saiu desse último emprego e apoiavam-se um no outro.

A tal pessoa oferecera-lhe estadia até encontrar algo melhor.

Passaram mais de vinte anos, o seu companheiro morreu acerca de dois meses, tendo ela agora 72.

Encontrei-a por acaso. Vivia num estado de degradação nunca inimaginada. Falei com ela, desabafou, disse que não tinha água, que vivia de caridade de vizinhos. Tive pena dela, ouvi-a, foi o mínimo que pude fazer.

Lamentou-se que não tinha para onde ir, nem com quem ficar.

Enquanto me descrevia as condições como vivia, às páginas tantas, disse: " se fosse mais nova, nunca tinha vindo para aqui, aqui não ficava!"

E foi essa frase, que mudou tudo no meu mundo, foi essa frase que me pôs logo a questionar; como costumo dizer" Muda tudo!"

Então a senhora porventura passou da idade juvenil para a velhice? Por acaso aqueles anos não lhe passaram pelas mãos? O que é que ela fez com o seu tempo? O que é que andou a fazer? A situação onde se encontra agora, era precisamente a mesma que se encontrava há vinte ou mais anos!!!!!

E aí, refleti. Ela não mudara nada do seu mundo naquele espaço de vinte anos ou mais, e nunca pensou chegar onde chegou. E aí penso: " Como???"

Não se deu conta? Impossível!

Mas ideias à parte, depois a conversa já foi para mim, ou seja: " o que é que se pode tirar dali como situação de aprendizagem?"

Muitas vezes não pensamos no futuro, pensamos que é tudo perfeito e para sempre, não é, e provavelmente se não estivermos bem agora, e queremos ver diferença no futuro, é agora o tempo para o fazer, pois no futuro, poderá ser tarde demais.

Pois o presente poderá ser a réplica do futuro se não estivermos bem, ou bem pior.

2 comentários

Comentar post