Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Ter | 06.02.18

O homem do caixote do lixo

gatodeloiça

Interessante pois num pequeno percurso de 50 metros de minha casa até à escola do meu filho, vejo muitas coisas, pessoas, dando-me conta do mundo exterior, ou seja da quantidade e variedade de situações existentes à minha volta que às vezes não damos a devida atenção.

Antes quando um pobre considerava ser vergonhoso ser-se pobre, as pessoas que vasculhavam o lixo, andavam meias escondidas na escuridão, muito mal amanhadas, sujas e rotas. Escondidas do olhar do outro, de quem as visse.

Agora não, houve uma inversão de papéis, andam em plena luz do dia, vasculham o lixo e se for preciso ignoram-nos,  indiferentes aos nossos passos e ao nosso olhar, pois sabem que foram ignorados muitas vezes.

3 comentários

Comentar post