Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Mais um post sobre a Supernanny

Janeiro 16, 2018

gatodeloiça

Mais um post, este com a minha opinião. Cá vai.

Confesso que não vi o programa, mas li as críticas.

Contudo vi o programa, penso que dos mesmos formatos de outros países.

E gostei, gostei de ver como a psicóloga que entrava naquele meio familiar, fornecia orientações simples que os pais  seguiam, com persistência e firmeza, e as relações e ambiente familiar melhorava consideravelmente!

Era positivo para todos! Até a criança andava mais segura e feliz!

As crianças adquiriam regras, que já deviam ter sido adquiridas há muito tempo, mas que não foram, daí os maus comportamentos. Regras essas que não foram  fornecidas pelos pais em tempo oportuno. 

Em relação às criticas relativas à exposição familiar, principalmente da criança, isso não há dúvida que há.

 Os pais pedem ajuda para resolver problemas que já ultrapassaram os seus limites! Lembro-me de ver os outros programas e ver pais em completo desespero!!!! Alguns a chorar, outros sem dormir dias seguidos, e consequentemente afetava toda a vida familiar. Que os putos fazem das suas, já nós sabemos, o problema é quando não conseguimos reverter  a situação atempadamente, pois o problema encontra-se muito enraizado e começa o descalabro!

Eu penso que o objetivo do programa é ajudar pais em desesperados!!! Que muitas vezes não sabem como lidar com o assunto, protelando as situações e piorando-as.

Nem toda a gente têm dinheiro para consultas de psicologia para resolver a situação!

Ora como pais, não sabemos tudo, e por vezes erramos pelo caminho, ou sendo permissivos ou autoritários demais,a solução quanto a mim, está sempre no meio termo.

Não sei se o programa terá sucesso, porém penso que tem potencial, poderá é ter algumas grandes imperfeições que poderão ser melhoradas, e se objetivo é ajudar os pais desesperados, que tal colocarem o programa a outras horas, visto que é um programa para pais, adultos, e não propriamente de natureza familiar, e protegerem a identidade das crianças?

Talvez o objetivo do programa seja concretizado, que é ajudar os pais, e ao mesmo tempo salvaguarda-se a identidade da criança ou da família.

Ai já desviava-se a atenção sobre aquela família em si, concentrando-nos apenas no problema, que talvez se reverão  imensas famílias no país.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D