Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Ter | 27.03.18

Estou "apaixonada" pelo meu miúdo de quatro anos

gatodeloiça

Confesso que adoro o meu puto! É uma lufada de de ar fresco que entra pela minha casa adentro e na minha alma.

Sempre pronto, a dizer as coisas mais giras e impensáveis, a partir das combinações que cria através do seu pequeno vocabulário, que se exprime muito bem, ou a puxar-me para o disparate ou brincadeira.

Os pequenos passeios, desde ir buscá-lo à escola até chegar a casa, convertem-se em pequenas grandes aventuras!

Desde querer ir no elevador sozinho, e eu que vá a pé, só para andar a subir e a descer à sua vontade, só para ir ver os homens ( das obras), ou ir ver a vizinha. Depois como se perde, lá vem a vizinha trazê-lo à minha porta ou tenho que lá ir buscá-lo.

Ou falar com a " sapateira", vizinha que tem uma sapataria e desarrumar-lhe os sapatos enquanto fica à conversa com ela.

Gosta de toda a gente, não é esquisito, é apenas feito de boa disposição!

Gosta de ir atestar o carro comigo, ir às compras, não gosta de dormir sem chucha, porque a perdeu, não gosta de couves, quer as luzinhas a piscar para dormir, quer que  leia o livro do " João paqueca" ( pateta) ou o das bruxas, ou porque eu faço batota a jogar, ou faz ele......são muitos ous...

Faz flexões na arca dos gelados na bomba de gasolina, abana a máquina dos sumos e escolhe um chupa verde, que era igual ao de trás, mas embirra que tinha que ser aquele. Tudo se converte no mais interessante, saindo do banal ou da rotina habitual dos adultos. Porque através do seu parco vocabulário, cria frases fabulosas, que sendo  consideradas aceitáveis ou não em sociedade, vai experimentando as diferentes combinações, tornando tudo mais interessante e divertido!

Realmente quem tem filhos, nunca mais tem uma vida igual à anterior. Quem tem filhos tem uma vida mais feliz, cheia de peripécias e em pequenos minutos, ou segundos, em qualquer espaço, tudo muda!

Um dia li,  algo que se traduzia mais ou menos isto:  gosto das crianças porque não têm qualquer problema de revirar as nossas vidas tão certinhas e darem um novo fôlego! Desarrumam, colocam a vida de qualquer um de pernas para o ar.

E se não fossem elas, que vida monótona que era!

14 comentários

Comentar post