Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

E quando o coração também se engana?

Março 28, 2018

gatodeloiça

Já ouvi falar de mil coisas sobre o coração e fica sempre ele a ganhar, porque é mais bonito e porque os sentimentos também importam e porque as emoções trazem algo que a razão desconhece.

Mas muitas vezes o coração também se engana, vê coisas onde não as há, e acredita cegamente.

Muitas vezes o coração é a razão do nosso dissabor com a vida, e muitas vezes mais vale não lhe dar ouvidos, pois poupamos muitas amarguras e desilusões.

Como costumo dizer ou pensar: " Cada macaco no seu galho", e o coração que já teve a sua vez vezes demais, tem que aprender a ficar sossegadinho e a mente dar-lhe juízo também.

Tem que aprender a raciocinar: porque há sentimentos e emoções que não se podem entregar de bandeja, nem são frutíferos. E  nem sempre aprendemos nada com ele, exceto quando chega a razão e põe ordem nisto.

Só aí é que o coração se cala, porque nem sempre vence, nem tem que vencer, e porque somos mais do que sentimentos, somos também razão, ideias.

Cada um com o seu papel: o coração serve para batermos com a cabeça nas paredes, e para sabermos se gostamos, depois de nos apercebermos disso, lá vem a razão que salva tudo e põe ordem na coisa.

Para tudo funcionar e dar ordem e sentido às coisas, o coração precisa de sossegar, aprender a estar quieto, no seu canto, em silêncio e que nem sempre ele manda. Mandou vezes demais e perdeu.

Só porque o coração também é estúpido e desconhece a razão.

E porque o coração tem que aprender que para ser livre e voar, deve sempre ouvir a voz da razão primeiro.

Ainda bem que temos a razão.

Devemos aprender a ouvir o coração só quando há razão.

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D