Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Sex | 13.07.18

Cresci

gatodeloiça

Engraçado como o tempo limpa tudo, e fica apenas o que tem que permanecer. Como olhamos para trás e verificamos que já não somos os mesmos, que mudámos, que algo em nós partiu. Que optámos por outros caminhos, que fomos obrigados, por assim dizer, a mudar. As circunstâncias assim ditaram o fim e novos princípios. Não é mau, é novo, é diferente. É sempre uma adaptação, do novo ao antigo, não somos nós considerados a raça considerada com a maior capacidade de adaptação? Não crescemos em centímetros, mas interiormente. Aprendemos com as situações. E tudo isto faz parte do crescimento do ser humano. Tudo o que nos obriga a crescer, dói, mas o interior fortalece, e saímos mais livres do que fomos.

1 comentário

Comentar post