Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

Gato de loiça

Meu amigo, se chegaste até aqui, os meus parabéns, mas devo já confessar-te que daqui não sairão textos eloquentes, histórias de encantar e palavras bonitas. Se quiseres fica e lê, sê bem vindo.

15.07.18

Concordo

gatodeloiça
Li algures, num blog vizinho, que talvez pusesse de parte o fb e utilizasse mais outras aplicações. Agree. Pensei exatamente o mesmo, por isso acho que voltei para a escrita. Preenche mais, vive-se mais, do que apenas colocar um like aqui e ali. Fica um vazio. Aqui, pelo menos enquanto se escreve, liberta-se. Diz-se, ou pensa-se o que vai na alma. Definitamente é mais libertador. Não sei se será para sempre, aliás nada é para sempre, mas enquanto me fizer bem e acrescentar-me, ficará.
13.07.18

Cresci

gatodeloiça
Engraçado como o tempo limpa tudo, e fica apenas o que tem que permanecer. Como olhamos para trás e verificamos que já não somos os mesmos, que mudámos, que algo em nós partiu. Que optámos por outros caminhos, que fomos obrigados, por assim dizer, a mudar. As circunstâncias assim ditaram o fim e novos princípios. Não é mau, é novo, é diferente. É sempre uma adaptação, do novo ao antigo, não somos nós considerados a raça considerada com a maior capacidade de adaptação? (...)
11.07.18

A ausência

gatodeloiça
Falou-se por aqui de ausência. A ausência não é uma coisa boa nem má. É apenas ausência. Significa que se anda por outros caminhos, a desbravá-los, ou seja a vivê-los. O que seria da vida senão andássemos por outros caminhos, ou se andássemos pelos mesmos? É bom voltar a escrever, mas também é bom andar noutras viagens, conhecer outras coisas, outros nós mesmos.   Um beijinho especial à 3 Face.
06.07.18

As palavras que gosto

gatodeloiça
Claro que não me lembro nem de metade, mas de vez enquando descubro-as , por isso vou tentar manter a lista atualizada. Há palavras realmente, que por si só, dizem tudo, do mais banal ao mais cómico, são essas as que gosto mais, ou até expressões. Às vezes dão jeito e estão logo ali à mão. Aqui vão algumas que me lembro: espelunca pelicra salamaleques bagunça " O que é que se passa aqui?" " Alguém lhe perguntou alguma coisa?" " ....A pensar....." sacripanta sacrilégio devaneio ator (...)
05.05.18

Entristece-me quando falam mal das mulheres

gatodeloiça
Palavra de honra, irrita-me, entretanto passou-se da tristeza momentânea  para a irritação, mas lamento a maneira como algumas mulheres pensam de outras. Talvez até tenham razão, devido a más experiências de vida, mas uma coisa tenho que contrariar, a ideia que as mulheres são sacanas umas para as outras. Para mim, não. Para mim, as mulheres sempre foram as melhores amigas, que ouvem e têm uma palavra simpática a dizer, que estão lá quando é preciso. Em relação aos homens, (...)
04.05.18

A corrida contra o tempo

gatodeloiça
Corremos contra o tempo, contra as inúmeras tarefas do dia a dia e pouco tempo nos resta. Queremos viver sempre noutro lugar, estar onde não estamos, a viver de outra maneira, e a gastar o que não temos ou podemos. Resta-nos os lamentos, os sonhos e a frustração. Começo por : porque não haveremos de estar onde devíamos? Se calhar é esse o nosso ponto de partida. Porque é que devíamos estar noutro lugar?  Porque é nesse preciso lugar que vamos aprender para ir para o seguinte. (...)
03.05.18

Viajar e trabalhar

gatodeloiça
Constou-me que a filha da vizinha após ter tirado a sua licenciatura em enfermagem está a pensar ir trabalhar para o estrangeiro. Que tem lá família, e que vivem lá bem, que viajam, aliás fartam-se de viajar e correr o mundo. Que sobra dinheiro no fim do mês e que dá para muita coisa, para viverem bem e desafogados. Deu-lhe o incentivo porque é nova, porque aqui " já deu o que tinha a dar" ( concordo) e que lá se safam. Em qualquer dos casos, se a coisa correr mal, que voltam. (...)
02.05.18

A humildade

gatodeloiça
Sempre me dei conta que trabalhar com pessoas que mais necessitam, era mais feliz.  De certa forma, são pessoas que me ensinam o valor da amizade, da presença e apenas que um sorriso faz a diferença. São pessoas completamente despidas de preconceitos sociais, apenas querem um pouco de conforto para a alma. São humildes por si só, e não têm vergonha de pedir esse conforto, nem de dar, estão mais próximas do coração humano. Ao contrário, das relações que muitas vezes (...)
01.05.18

Qualquer dia...

gatodeloiça
calha-me a vez de cair no marasmo e de não ter nada para escrever. Ou de ter assunto e não ter tempo, ou ter tempo e não ter assunto. Ou de nem apetecer escrever. Já muito se falou do que se pode fazer, mas uma coisa é certa: se não vivermos não há nada para contar. Às vezes bastam pequenas coisas que para nós são importantes e que podem dar dar um pontapé de partida ao texto. Mas a vida é que dita, pois ela surge primeiro lugar do que a escrita, ela , a escrita é apenas a (...)
30.04.18

A mudança

gatodeloiça
 Há pessoas que desejam a mudança. Recordo uma pessoa que já não via há muitos anos, que entretanto vira-a há dias. Sempre desejou ver mudança nos espaços à sua volta, caracterizando-os de antiquados e pouco evolutivos. Para mim, os sítios estão bem. Para elas, sinto que se a mudança exterior se realizasse, com elas mudaria alguma coisa. Precisam dessa mudança. Mas uma coisa é certa, a mudança que precisam é a interior e não a exterior. Sinto, agora que penso nisso, (...)